O desafio emocional do professor na Pandemia

A rotina de vários profissionais mudou com a Pandemia da Covid-19, inclusive dos professores. Mas como enfrentar o turbilhão de atividades e ansiedade?

Professional Development May 5, 2021

A rotina de vários profissionais mudou com a Pandemia da Covid-19, inclusive dos professores. Mas como enfrentar o turbilhão de atividades e ansiedade que nos assaltam nesse período?

Médicos, enfermeiros e toda a equipe de saúde são heróis nessa batalha contra a Covid-19 e merecem todo o nosso apoio, respeito, merecimentos e glórias. Como professores também estamos na batalha, porém em outro campo, em outra esfera. Precisamos dar suporte aos alunos e suas famílias. Oramos, confortamos, choramos juntos, além de mantermos os requisitos para que a educação formal continue a alcançar o seu propósito e objetivos curriculares.

Porém, é importante pensar em como verdadeiramente está a saúde mental do professor? Nem sempre a imagem revela qual é a verdadeira situação emocional. Sem a máscara que se incorpora nos vídeos, sem a discreta maquiagem usada para disfarçar o cansaço e até mesmo as lágrimas, o coração do professor pode estar abatido e cansado.

O teletrabalho para o professor envolve às vezes ainda mais planejamento e dedicação, no entanto, administrar essa atividade à rotina da casa não é tão fácil. Diversos memes tomaram conta das redes sociais retratando essa realidade de aulas virtuais ou os novos desafios na sala de aula com distanciamento. Como realmente lidar, na prática, com sentimentos compartilhados cheios de ansiedade e cansaço? Seguem cinco dicas simples, mas que trazem excelentes resultados:

  1. Ore com mais frequência. Vá ao Mestre dos mestres que conhece todas as angústias do coração de um professor. Vá com o coração contrito, sincero, clame, desabafe ou apenas fique em silencio e sinta o colo dEle.
  2. Tenha o coração agradecido. Manter o hábito da gratidão ajuda a desenvolver um espírito de esperança e alegria.
  3. Pratique os benefícios dos oito remédios naturais – água, ar puro, luz solar, temperança, alimentação saudável. sono, exercício fisico e confiança em Deus. Não conseguiu hoje? Tente amanhã! Não desista. Insista até virar um hábito.
  4. Aproveite os momentos em família. Se organize, sente a mesa, brinque, converse, aproveite cada minuto.
  5. Se necessário, procure ajuda profissional. Estar triste e ansioso é aceitável pelo momento de crise, no entanto se esse estado estiver tirando suas esperanças, procure ajuda.

O que você, professor, tem feito para melhorar sua saúde emocional e espiritual?

Author

Atua como professora no Colégio Adventista de Juiz de Fora, Brasil, há 21 anos. Atualmente é professora do 1⁰ ano do Ensino Fundamental. Graduada em História pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), pós-graduada em História do Brasil, em Gestão Educacional, em Psicopedagogia, em Gestão, Coordenação e Orientação Escolar, em Neuropsicopedagogia onde atende crianças, em consultório e estudante de Psicologia.

    1 comments

  • | June 26, 2021 at 1:30 pm

    Muy interesante este artículo sobre la parte emocional del maestro, dado el nuevo rol que les ha tocado desempeñar y más aún cuando no todos estaban preparados para afrontar el hecho de impartir clases de manera virtual.
    Es importante destacar la necesidad de atender este aspecto por parte de los directivos de los diferentes sistemas educativos. Creo que realmente los resultados serán mucho mejores.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *